A Hepatite é uma doença que atinge mais de 325 milhões de pessoas no mundo. Ela age no fígado do paciente e muitas vezes são causadas por vírus. Dia 28 de julho é celebrado o Dia Mundial da Hepatite, que busca aumentar o conhecimento e prevenção das hepatites, além de incentivar os exames para diagnóstico precoce. Nesse mês, diversas empresas e organizações falam sobre o tome para aumentar a sua visibilidade.

 

Em relação às Hepatites Virais, são seis tipos diferentes (A, B, C, D, E e G) e, para cada doença, existe uma maneira diferente de prevenir e tratar. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as hepatites A e E geralmente são causadas por ingestão de alimentos ou água contaminados. Já os tipos B, C e D são transmitidos através do contato com fluidos corporais infectados, sendo maneiras comuns a transfusão de sangue infectado e a utilização de equipamentos médicos contaminados. A hepatite B também pode acontecer através do contato sexual ou transmissão vertical da mãe para o filho durante o parto.  Não podemos esquecer também do risco de contaminação pelo vírus B e C através do compartilhamento de agulhas, seringas, lâminas e kits de manicure.

 

O grande número de pessoas que vive com a doença sem tratamento pode se dar por conta de, muitas vezes, a doença ser assintomática em seu início. No entanto, quando não tratada, ela pode evoluir para cirrose, câncer de fígado e causar óbito. Quando apresentados, os sintomas podem se manifestar através de icterícia (pele e olhos amarelados), urina escura, alto nível de cansaço, além de náuseas, vômito e dor abdominal. Esses sintomas geralmente se apresentam entre 15 e 45 dias após o contato com as situações de risco.

 

Atualmente, existem vacinas para dois tipos da doença: hepatites A e B. Ambas de origem viral, é comum que a hepatite B se torne crônica, enquanto a de tipo A é normalmente mais branda, especialmente quando tratada. A vacina contra Hepatite B geralmente é feita ao nascimento e as outras duas doses que completam o esquema são feitas até os 6 meses de vida. Já a vacina contra Hepatite A é feita com 1 ano de idade e a segunda dose é ministrada aos 18 meses. No caso de crianças mais velhas ou adultos não vacinados, as vacinas podem ser tomadas de uma só vez, combinadas, mas em 3 doses. Nos exames de sangue de rotina é possível avaliar susceptibilidade da pessoa a esses vírus, indicando ou não a aplicação da vacina. Por esses e outros motivos é tão importante estar com seus exames em dia.

 

Para exames ou vacinas, você pode entrar em contato com a Central de Relacionamento LPC, pelo número (71) 2203-9955, e saber mais informações de como proteger toda a sua família. Para mais informações sobre as vacinas, acesse: http://www.laboratoriolpc.com.br/vacinas/vacina-contra-hepatite-ab-adulto-e-pediatrica-1

LPC Resultado de Exames

RESULTADO
DE EXAMES