Os elementos chaves mais importantes para determinar o risco dos viajantes estão relacionados com o destino, o motivo da viagem, o estado de saúde do viajante, a hospedagem e acesso a serviços básicos de higiene (agua potável e infraestrutura sanitária), a manipulação adequada dos alimentos, a estação do ano e ao comportamento/estilo de vida do viajante.

As recomendações médicas referentes às imunizações dependem dos fatores relacionados as características do viajante e da viagem.

Elaborar um plano correto e completo para os viajantes é fundamental. O intervalo entre a vacina e a viagem deve ser planejado para se obter a resposta imunológica desejada, assim como é importante atentar para o fato de que algumas vacinas necessitam de mais de uma dose.

Apesar das recomendações variarem de acordo com o viajante e o destino da viagem, algumas vacinas poderiam ser indicadas de rotina: gripe, tétano, coqueluche, varicela, sarampo e meningite são algumas delas. Outras como a febre amarela são indicadas para quem viaja para regiões endêmicas.

É fundamental que todo turista esteja em dia com as vacinas de rotina em seu país e que saiba quais vacinas são especialmente indicadas de acordo com sua condição de saúde e destino de viagem, assim como é importante estar vacinado quando se vive em regiões turísticas, que recebem muitos visitantes em determinadas épocas.

 

Vai viajar? Já se vacinou?

Muita gente só lembra na ultima hora que alguns países solicitam aos turistas que os visitam vacinação contra determinadas doenças.

Portanto, a partir de hoje, antes de viajar, verifique se o pais de destino exige ou recomenda a vacinação contra alguma doença e evite contratempo nas suas ferias.

 

Quais vacinas são exigidas para viagens internacionais?

Atualmente, apenas a vacina contra a febre amarela é exigida por alguns países. Porém, não basta tomar a vacina. É necessário viajar com o CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia), regulamentado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e válido no mundo inteiro. Além disso, é necessário que a vacinação seja realizada pelo menos 10 dias antes do embarque (período a partir do qual o certificado é valido).

 

Outras vacinas são necessárias?

Apesar de apenas a vacina contra Febre Amarela ser obrigatória, outras vacinas podem ser recomendadas de acordo com o destino da viagem. São elas: gripe, sarampo, coqueluche, poliomielite, meningite, febre tifoide e outras. Consulte um médico para maiores orientações.

 

Como obter o CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia)?

O certificado é emitido em postos oficiais da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ou nos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante credenciados pela instituição.

 

O LPC está credenciado junto à Anvisa como Centro de Orientação para a saúde do Viajante. Aqui, você se vacina e recebe o seu certificado (CIVP), tudo em um só lugar!

LPC Resultado de Exames

RESULTADO
DE EXAMES