A chegada de um novo membro entre família e amigos é sempre muito esperada! E claro, nada mais comum do que todos ficarem super curiosos para conhecer o bebê, principalmente para os mais íntimos do casal. Tudo isso é normal, afinal, quem resiste a um bebê recém-nascido? No entanto, é preciso ir com cuidado, porque nesse momento, a nova família precisa se conhecer e se adaptar às mudanças que acontecem bruscamente, mesmo que tenham sido precedidas por nove meses de preparação.

Para desfrutar de todos os carinhos com o bebê e não incomodar o casal, confira as dicas abaixo antes de visitar um recém-nascido. Se você for a grávida, vale compartilhar a lista com amigos e familiares.

1. No hospital ou na maternidade ?

Depende muito do casal, alguns preferem receber as visitas ainda no hospital, contando com a praticidade, afinal, ter o do suporte das enfermeiras com os cuidados com o bebê e não precisar se preocupar com a organização e a limpeza da casa, nem com o que servir para as visitas, conta bastante nessa fase atribulada. Outros casais acham os primeiros dias muito cedo, pois ainda estão se adaptando com a chegada do  bebê e preferem reservar esse momento íntimo.

E como saber quando visitar? Bom, não tem segredo: é preciso perguntar! Se pedirem para que você espere mais algum tempo, entenda e respeite a decisão visitando-os no momento combinado. Provavelmente precisam de mais tempo para se adaptarem ou querem guardar esses primeiros momentos a sós, quando isso passar, geralmente depois do terceiro mês, passam a adorar receber visitas. Isso porque acabam ficando muito tempo dentro de casa, só com a criança, e conversar com amigos é sempre muito bom!

2. Ligue antes. Sempre.

Visitas surpresas não costumam ser agradáveis nessa fase da vida do casal. Ligue antes de aparecer e combine o melhor dia e horário. O bebê ainda não tem horários definidos para dormir e em alguns momentos de sua rotina pode ser estressante receber visitas, principalmente aqueles em que o papai e principalmente a mamãe finalmente conseguiram aquela brecha para descansar.

3. Atenção nas refeições!

Quando nasce um bebê, a rotina da família se altera de tal forma que o simples fato de fazer uma refeição completa é super difícil. Fazê-la sem deixar a comida esfriar é quase um milagre. Por isso é de bom tom evitar combinar visitas no horário de almoço ou jantar. Mesmo deixando claro que você não espera que te sirvam, é comum que o casal possa se sentir frustrado por não conseguir oferecer algo. Além disso, você pode chegar bem na hora em que eles próprios estão comendo.

4. Não leve crianças

É muito normal querer levar o seu pequeno para conhecer o bebê, porém o comportamento mais comum, normal e esperado é que os pequenos façam barulho ou queiram pegar o bebê e beijá-lo sem parar, podendo deixar os novos pais em desespero e você em uma situação constrangedora. Se você tiver outra opção, não leve crianças para visitar o recém-nascido. As primeiras semanas não são o melhor momento para iniciar a convivência. O mais garantido é aguardar alguns meses.

5. Não vá se estiver doente

Esse tópico dispensa explicações, mas é sempre bom lembrar. Os bebês também estão em uma fase de adaptação e ainda não tem o sistema imunológico completamente desenvolvido, além de ainda não terem tomado todas as vacinas, com isso, ele fica mais suscetível a ação de vírus e bactérias. Melhor se recuperar totalmente antes de conhecer o recém-nascido.

6. Não fume e não use perfumes

O olfato do bebê é muito sensível e por ainda não estar completamente adaptado, como abordamos anteriormente, há a possibilidade de desencadeamento de alergias ou restrições, que ainda não foram diagnosticadas. Por isso, é de bom tom evitar expor a criança a cheiros desnecessários. Por isso, não fume antes, e muito menos durante a visita, e esqueça os perfumes em geral, principalmente os fortes.

7. Higiene reforçada

A maior parte das mães de recém-nascidos deixa bem aparente para as visitas um frasco de álcool-gel. Não é frescura, nem exagero. Se elas disponibilizam, é porque querem que você use, principalmente antes de pegar o bebê. Mesmo para aquelas que não tem esse hábito, é super importante lembrar-se de lavar sempre as mãos, para proteger o bebê de bactérias, independente de onde você estava antes da visita (shopping, trabalho, ou até direto da sua casa).

8. Visitas rápidas

Visitar um recém-nascido significa que você se importa com ele e com os pais, é um sinal de carinho. Porém, a melhor maneira de demonstrar toda a sua gentileza, não é ficando horas e horas. A rotina no dia ou no dia anterior à sua visita podem não ter ocorrido de forma confortável e os pais podem querer descansar, em vez de fazer sala.  Se eles pedirem para você ficar, cabe a você a sensibilidade de interpretar se o pedido é real ou se foi feito apenas por educação.

9. Não peça para a mãe acordar o bebê

Para os pais que passam dias e noites acordados, esperando ansiosamente pelo momento em que o bebê finalmente fecha os olhos e descansa, o sono é sagrado e o do recém-nascido mais ainda! Assim, eles também podem dormir um pouco ou fazer outras atividades. Se na hora da sua visita a criança estiver dormindo, nem cogite a possibilidade de pedir aos pais que o acordem.

10. Mão, beijo e colo – só se a mamãe deixar!

Chaves, paredes, dinheiros, celulares…Você provavelmente não repara na quantidade de objetos em que encosta as mãos todos, pois para nós é tudo muito comum. Mas, para recém-nascidos ainda desprotegidos eles não são nada comuns. Cada um destes e outros itens comuns no nosso dia a dia pode ser uma fonte de vírus e bactérias. E bebês vivem colocando as mãos na boca, por isso é importante evitar beijar ou pegar nos dedinhos do pequeno. Pegar no colo, só se a mãe oferecer.

11. Visitinha de anjo

Depois de ver o bebê e de parabenizar os pais, ofereça-se ativamente para ajudá-los na casa. Lavar uma louça, passar uma vassoura no chão, estender a roupa ou até deixar uma comidinha pronta são atividades que parecem simples e mas podem se acumular, por conta das novas demandas da família. Se for um amigo bem próximo ou da família, você também pode se oferecer para cuidar do bebê enquanto a mãe toma um banho ou faz uma refeição ou, então, levar o filho mais velho, se eles tiverem um, para dar um passeio. Acredite: estes são os melhores presentes que você pode dar.

12. Segure os conselhos e palpites

Principalmente nas primeiras semanas, quando a mãe ainda está se adaptando ao novo papel, conselhos podem ser inconvenientes e deixá-la irritada, insegura, triste… Mesmo que seja um ótimo conselho. A reação depende do temperamento de cada uma. Portanto, evite ao máximo frases como “. Esse bebê deve estar com fome”, “Coloque ele no berço, se não vai ficar mal acostumado” ou “Deixa ele chorar um pouco. Faz bem para os pulmões”.

13. Não tire fotos, se a mãe não permitir

Ele com certeza é a coisa mais linda do mundo, a gente entende. Registrar toda aquela fofura, a mãozinha, a roupinha e os cabelos é quase incontrolável. Mas se segure! Só tire fotos e/ou publique na internet se os pais permitirem. Ainda assim, lembre de evitar o uso de flashes, eles podem incomodar o bebê.

14. Não é festa, a não ser que a mãe queira

Chegou para fazer a sua visita e percebeu que eles já estão com outras visitas? Veja se talvez não seria melhor voltar em outro momento. Muita gente conversando ao mesmo tempo pode deixar o bebê, e consequentemente seus pais, estressados.

Algumas famílias podem preferir marcar um só dia e organizar uma pequena recepção, para que as pessoas conheçam a criança em um dia só. O encontro costuma ser marcado quando o bebê já tem três ou quatro meses, quando a mãe já está tranquila e consegue se preparar melhor. É uma maneira de não precisar se preocupar quando o bebê ainda é muito novinho e não ficar recebendo visitas todos os dias.

15. Hora de amamentar = hora de ir embora

Algumas mulheres se sentem constrangidas e preferem amamentar o bebê sozinhas, de maneira reservada. Principalmente no início, quando muitas ainda não têm tanta prática, podendo se atrapalhar, ficando inseguras ao oferecer o peito para o bebê.  Se perceber que o bebê está inquieto e que pode ser fome, esse pode ser um sinal de que é momento de se despedir. Na dúvida, é melhor oferecer para sair do local ou aproveitar para ir embora.

 

Receber você será com certeza um prazer para o casal, afinal de contas, eles também se orgulham muito do pequeno que já chegou ao mundo chamando toda esta atenção e canalizando tanto carinho. Independente disso, é importante ter a sensibilidade de entender a importância de cada um dos tópicos abordados e segui-los à risca, pois essa fase de chegada e adaptação do bebê, da rotina e da família pode ser estressante.

LPC Resultado de Exames

RESULTADO
DE EXAMES