1. A doença

O Streptococcus pneumoniae (pneumococo) é um patógeno bacteriano que afeta crianças e adultos. É uma importante causa de doença em crianças pequenas e de morbimortalidade em idosos e pessoas que sofrem de doenças crônicas. A bactéria coloniza o trato respiratório superior, podendo causar infecções invasivas disseminadas, inclusive bacteremia, meningite, pneumonia e outras infecções do trato respiratório inferior e superior, inclusive otite média e sinusite. Essas infecções podem ser graves levando a morte ou ainda deixar sequelas graves. Os indivíduos expostos a maior risco de infecção são os idosos, crianças com menos de dois anos de idade e pessoas com comorbidades diversas, incluindo infecção por HIV, anemia falciforme, diabetes, cardiopatias, etc.

 

2. A vacina

Via: intramuscular (braco ou coxa, a depender da idade)

Idade: indicada para adultos e crianças a partir de 2 meses de idade

Esquema: depende da idade

Reforços: depende da idade

Obs.:

  • Vacinação infantil de rotina: aos 2, 4 e 6 meses de vida e reforço entre 12 e 15 meses.
  • Para crianças entre 1 e 2 anos e não vacinadas: duas doses com intervalo de dois meses.
  • Para crianças entre 2 e 5 anos de idade e não vacinadas: uma dose.
  • Para crianças a partir de 2 anos, adolescentes e adultos com doenças crônicas que justifiquem a vacinação e ainda não vacinados: dose única. Em algumas situações, duas doses com intervalo de dois meses podem estar indicadas. Nesses casos, pode ser necessário complementar a vacinação com a vacina pneumocócica polissacarídica 23-valente
  • Crianças vacinadas com a VPC10, nas Unidades Básicas de Saúde, podem se beneficiar da proteção de uma dose adicional da VPC13, administrada dois meses após a última VPC10, o que aumenta a proteção contra a doença pneumocócica.
  • Para maiores de 50 anos: dose única.
  • Para os maiores de 60 anos, recomenda-se complementar a vacinação com a vacina pneumocócica polissacarídica 23-valente.

Atenção:  Essa vacina esta indicada para crianças, adolescentes, adultos e/ou idosos. Porem pessoas que completaram o esquema primário desta vacina em uma fase da vida não precisam repetir posteriormente, apenas seguir os reforços. Para mais orientações entre em contato conosco. 

3. Contraindicações/reações adversas 

  • Recomenda-se adiar a vacinação na vigência de doença aguda associada a comprometimento do estado geral, acompanhada ou não por febre.
  • A vacina esta contra indicada em caso de alergia grave a algum componente da vacina.
  • As principais reações adversas apos a vacinação são: dor, febre baixa e mal estar, assim como vermelhidão e edema no local da aplicação. Essas reações não são consideradas graves e não contra indicam posteriores reforços vacinais.
  • Em caso de reações locais recomenda-se aplicação de compressas frias no local e o uso de antitérmico de acordo com a prescrição medica.
LPC Resultado de Exames

RESULTADO
DE EXAMES